quinta-feira, 18 de março de 2010

Jovens reunidos para participar na conferência sobre o ambiente da CPLP

Bissau - Cento e dois jovens, entre os 12 e 15 anos, vindos das nove regiões da Guiné-Bissau estão reunidos na conferência nacional sobre o ambiente, preparados para representar o país na primeira conferência internacional infanto-juvenil do meio da comunidade lusófona no Brasil.

Dos 102 jovens serão seleccionados apenas 12 elementos que vão participar na conferência internacional que vai decorrer de 05 a 10 de Junho de 2010 em Brasília.

Em declarações à agência Lusa, o secretário de Estado da Juventude, e ponto focal da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para questões do ambiente, Fernando Saldanha, disse que "a Guiné-Bissau já começa a ter problemas decorrentes das alterações climáticas".

"Temos problemas da erosão costeira nas ilhas Bijagós e no norte, temos problemas de subida de nível do mar, problemas de desflorestação, há também fortes indícios de que o país poderá vir a ser afectado pelas cheias, tal como já acontece noutras partes do mundo", defendeu Fernando Saldanha.

Especialistas do ministério do Ambiente da Guiné-Bissau apontam que o nível do mar subiu no país nos últimos dez anos na ordem de três porcento.

A estratégia encetada ao nível da CPLP é envolver as crianças numa atitude pedagógica que possa levar à mudança das mentalidades a começar pelos mais novos.

"Queremos começar por consciencializar as crianças e através delas motivar outra atitude dos mais novos sobre os perigos das alterações climáticas nos nossos países", explicou Fernando Saldanha, ao justificar a organização da conferência infanto-juvenil da CPLP no Brasil.

A delegação guineense à conferência de Brasília, que vai decorrer sob o lema "Vamos cuidar do Planeta", será composta de 19 elementos, entre os quais 12 crianças, quatro acompanhantes, e três membros do governo.

Sem comentários:

Publicar um comentário