quarta-feira, 12 de agosto de 2015

“PEÇO-VOS QUE ME DÊEM A PAZ E A TRANQUILIDADE E EU DOU-VOS O VERDADEIRO DESENVOLVIMENTO”

O primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, pediu esta segunda-feira tranquilidade e paz no país... Num encontro com os chefes tradicionais, Domingos Simões Pereira disse não ter nenhum problema com o Chefe de Estado ou com qualquer outro detentor de órgão de soberania do país, pelo que, da sua parte, diz não perceber o que se passa.


Expressando-se em crioulo, Simões Pereira disse estar disponível para ser julgado “pelo povo” que o elegeu, mas dentro de quatro anos, quando terminar a actual legislatura, pelo que, pretende continuar a trabalhar.

“Peço-vos que me dêem a paz e a tranquilidade e eu dou-vos o verdadeiro desenvolvimento”, defendeu Simões Pereira, sublinhando não ter tido “tempo e cabeça” para fazer mais nada nos últimos três meses que não seja “gerir problemas”.

Os chefes tradicionais pediram ao primeiro-ministro que tenha “coragem e piedade da população” que almeja por mais realizações do seu Governo.

Prometeram ainda levar a mesma preocupação ao líder do parlamento, Cipriano Cassamá, e ao chefe de Estado.

Sem comentários:

Publicar um comentário