sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Ex-PR cabo-verdiano Pedro Pires destaca competência da atual liderança guineense

O antigo presidente de Cabo Verde Pedro Pires manifestou-se hoje confiante na "competência e preparação" dos atuais líderes da Guiné-Bissau.
null

Pedro Pires destacou o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, e o líder do parlamento, Cipriano Cassamá, de quem, disse, o povo pode esperar "boas coisas".
Convidado de honra das comemorações dos 56 anos do massacre de Pindjiguiti, em que marinheiros guineenses foram assassinados pela tropa colonial portuguesa, Pedro Pires afirmou estar convicto "de um bom futuro" para a Guiné-Bissau.
Expressando-se em crioulo, o antigo presidente cabo-verdiano, também veterano de luta armada pela independência da Guiné e Cabo Verde, disse acreditar sempre no povo guineense e sobretudo agora com as novas lideranças.
"Aliás, o povo guineense sempre respondeu prontamente aos desafios que se lhe fazem frente. Sempre votou de forma pacífica e escolheu os seus dirigentes, esses é que, às vezes, não correspondem às expetativas", observou Pedro Pires.
Para o antigo líder cabo-verdiano, esse ceticismo "deve ficar para trás" tendo em conta os atuais responsáveis eleitos pelos guineenses, composta por "gente com competência e bem preparada", realçou.
Pedro Pires disse ter "muita confiança" no primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, e no presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá, por serem, sublinhou, "gente que não tem nada a ver com as confusões do passado".
Afirmou, contudo, ser necessário que os guineenses reforcem a sua confiança nos dirigentes atuais para que estes possam promover "a verdadeira mudança e o desenvolvimento" do país.
Quanto ao acontecimento hoje celebrado com feriado nacional, Pedro Pires destacou ser "importante relembrar a história", expô-la às novas gerações, "mas sempre honrar aqueles que pagaram com a própria vida os esforços pela liberdade".
O antigo estadista cabo-verdiano assistiu igualmente ao corte da fita simbólica feito pelo presidente do parlamento guineense, Cipriano Cassama, marcando a inauguração das obras de requalificação da Praça Mártires de Pindjiguiti.
A praça, construída nos primeiros anos da independência da Guiné-Bissau, tem beneficiado de obras, ainda em curso, por parte de uma empresa portuguesa.
MB // EL
Lusa/Fim

Sem comentários:

Publicar um comentário